Saúde Integral do Homem no Novembro Azul

No mês de novembro a cor azul busca lembrar aos homens que cuidar da saúde é preciso, principalmente no intuito de conscientizar o cuidado no diagnóstico precoce do Câncer de próstata. Aproveita-se para alertar que os cuidados devem ser de forma integral, envolvendo além de exames de próstata, consultas e outros exames de rotina e com isso diagnosticar precocemente diversas doenças. Conforme o Sistema Informação Mortalidade (Sim), no Tocantins, o que mais causa mortes no sexo masculino de 20 a 59 anos (homem adulto) são as causas externas de mortalidade (como acidentes de trânsito e violências) que em 2016 foram responsáveis por 918 óbitos em 2017, até outubro foram 653 óbitos. As doenças do aparelho circulatório que em 2016 foram de 283 óbitos no ano de 2017 já somam 220 até outubro. Câncer de próstata Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca) no Brasil a estimativa de casos novos de 2016/2017 no Estado, aponta a ocorrência de 390 casos de câncer de próstata, enquanto o câncer de traqueia, brônquio e pulmão apresenta a estimativa de 70 casos. De acordo com o médico e coordenador de urologia do HGP, Hilton Soares da Mota a maioria dos homens deixa sempre para depois o cuidado com a saúde e principalmente avaliação e diagnóstico do câncer de próstata. “Grande parte dos homens possui preconceito e isso dificulta o diagnóstico precoce, pois este paciente deixa para depois quando a doença já está no limite da próstata. O tumor pode disseminar para outros órgãos como o osso da bacia, coluna entre outros. Quando diagnosticada precocemente a cura da doença chega a 96%. Por isso a necessidade dos homens terem consciência da importância da realização da consulta anual com o especialista, mesmo sem sentir nenhum sintoma” alerta o médico. Os principais exames realizados para avaliar são: Antígeno Prostático Específico (PSA), exame de toque, ultrassom, exame de urina e biópsia.