Candidatos culpam trânsito por atrasos

Quem deixou para sair de casa em cima da hora rumo aos locais de prova no primeiro dia de Exame Nacional do Ensino Médio 2015 (Enem), em Palmas, teve dor de cabeça. O trânsito ficou lento e muitos candidatos precisaram correr para chegar a tempo aos seus respectivos locais de prova. Nem todos deram sorte e perderam a avaliação.

Outro fator que levou muitos candidatos a se confundirem foi o horário de aplicação das provas. Por não ter adotado o horário de verão, no Tocantins as provas começam uma hora antes do horário de Brasília, portanto, 12h30.

Mesmo se precavendo previamente, Elaís Pereira, 19 anos, diz que teve problemas com seus documentos pessoais e, por isso, não conseguiu chegar a tempo em seu local de prova, o Bloco C da Universidade Federal do Tocantins (UFT). A estudante contava com o Enem para ingressar em uma universidade. “Meus documentos não estavam comigo e quando achei já estava um pouco tarde. O trânsito também não ajudou”, relatou.

Além de Elaís, cerca de dez candidatos chegaram atrasados na UFT. Dois deles alegaram ter saído aproximadamente 10h30 de casa e ainda assim não conseguiram chegar no horário, em razão do atraso das linhas de transporte coletivo.