Bancários do Tocantins vão discutir proposta dos bancos em assembleia

Fonte: Do G1 TO

O Sindicato dos Bancários do Tocantins (Sintec) deve se reunir em assembleia na próxima segunda-feira (26) para discutir a proposta feita pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) nesta sexta-feira (23). A última oferta quase dobrou o percentual de reajuste salarial aos bancários, que estão em greve desde o dia 6 de agosto no estado. Ainda conforme o sindicato, 125 agências estão fechadas e a greve continua.

Os bancos propõem um reajuste de 10%, ante os 5,5% no início da paralisação. Já os bancários pedem reajuste salarial de 16%. A Fenaban informou que a proposta inclui ainda correção de 14% no vale-refeição e no vale-alimentação. Alguns estados já aceitaram a proposta.

Ainda segundo o Sintec, ainda não houve acordo sobre a reposição dos dias não trabalhados. Isso porque os bancos querem descontar dos vencimentos. Apesar disto, a proposta será analisada durante assembleia.

O que pede a categoria
A greve foi iniciada no dia 6 de outubro. Os bancários pedem reajuste salarial de 16%, com piso de R$ 3.299,66, e Participação nos Lucros e Resultado (PLR) de três salários mais R$ 7.246,82.

A categoria também reivindica vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá de R$ 788 cada. A categoria também pede pagamento para graduação e pós, além de melhorias nas condições de trabalho e segurança.

Proposta dos bancos
A proposta inicial apresentada pela Febraban, e que foi rejeitada em assembleias, oferecia reajuste salarial de 5,5%, com piso entre R$ 1.321,26 e R$ 2.560,23. A Federação propôs ainda PLR pela regra de 90% do salário mais R$ 1.939,08, limitado a R$ 10.402,22 e parcela adicional (2,2% do lucro líquido dividido linearmente para todos, limitado a R$ 3.878,16).

Foram também propostos os seguintes benefícios: auxílio-refeição de R$ 27,43, auxílio-cesta alimentação e 13ª cesta de R$ 454,87,auxílio-creche/babá de R$ 323,84 a R$ 378,56, gratificação de compensador de cheques de R$ 147,11, qualificação profissional de R$ 1.294,49, entre outros.